quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

CHECK LIST - PARTE 1

Olá pessoal, como estão vocês?

A nossa obra vai caminhando bem, apesar de eu estar cada vez mais ansiosa. Não tem sido fácil segurar o estresse que tudo isso tem me causado. Masssss, com fé em Deus e muita força de vontade a gente conclui essa casa.

Bem, aproveitando o assunto "término da obra", achei interessante fazer um check list sobre o que fizemos até aqui. Assim, vocês poderão visualizar melhor o andamento de tudo.
Vou logo avisando que o post ficou um pouco grande, e por isso decidi dividi-lo em duas partes. Então, já sabem que além dessas informações e fotinhas, tenho muito mais novidades pra vocês ; )

Preparei um planilha resumida com os itens da obra.

ITEM
SITUAÇÃO ATUAL
PERCENTUAL CONCLUÍDO %
OBSERVAÇÃO
Fundações
Concluído
100

Estrut. de vigas e pilares
Concluído
100

Lajes
Concluído
100

Alvenaria
Concluído
100

Telhado
Quase concluído
95
Adquirir as telhas que faltaram
Caixas de portas
Concluído
100

Hidráulica
Contratado; em andamento
75
 Definir as tornaeiras, registros e acessórios
Elétrica
Contratado; em andamento
90
Definir as luminárias
Sist. aquecimento solar
Contratado
0

Esquadrias em PVC
Contratado
0

Reboco
Em andamento
95

Gesso
Em andamento
40
Definir os rebaixamentos
Piso
Adquirido; aguardando instalação
0

Revestimentos de parede
Adquirido; aguardando instalação
0
Exceto as pastilhas dos banheiros e o revestimento da fachada
Portas maciças
Adquirido; aguardando instalação
0

Louça
Adquirido, aguardando instalação
0

Mármore/Granitos
A contratar
0
Definir os padrões para banheiro , cozinha, piscina e soleiras
Pintura
A contratar
0
Definir a marca da tinta
Piscina
Em andamento
10
Adquirir o revestimento e luminárias
Irrigação elétrica
A contratar
0

Paisagismo
A contratar
0


Como todos vocês já sabem, ultrapassamos aquela fase de fundações, estrutura de vigas e pilares,  lajes e alvenaria. A parte pesada da obra.

Toda a estrutura do telhado está quase 100% concluída e só ainda não chegamos a finalizá-lo porque faltaram telhas no mercado. E estamos esperando por isso; vocês acreditam?
Mas, felizmente, toda a estrutura da cobertura, inclusive a manta asfáltica para a impermeabilização, já foi instalada e estamos mesmo só aguardando a chegada dessas telhinhas.

As PORTAS e CAIXAS DE PORTA são um assunto à parte e por isso vou me deter um pouco mais nele.

Já faz um tempo que definimos os modelos com a ajuda do nosso arquiteto. Mas, antes disso, tomamos a decisão de que elas seriam de madeira maciça. Pesquisamos e ouvimos a opinião de algumas pessoas, e logo percebemos que as laminadas não atenderiam nossa necessidade em razão da baixa durabilidade. Enquanto que as de PVC - que poderiam se mostrar mais duráveis - na verdade, apresentam apenas o perfil das caixas em PVC, sendo a porta em si, desenvolvida em MDF. Isso também fragiliza sua durabilidade quando há o contato com água. E, apesar de estarmos tratando de portas internas, sempre haverá a possibilidade de contato com água. Não é mesmo?
Por todas essas razões, adotamos as maciças mesmo.
Escolhemos a madeira jatobá para as internas e o ipê para a porta frontal. Esta, a única externa que será em madeira, já que adotamos esquadrias de PVC para as demais. Mas, isso é uma assunto para daqui a pouco.

A princípio definimos que todas as portas serão laqueadas em tinta branca. Mas, segundo nosso arquiteto a porta frontal poderá permanecer na cor natural, sendo apenas envernizada, para uma maior harmonia com a madeira do telhado. Ainda vamos tomar essa decisão.

Bem, agora algumas imagens das nossas escolhas...

Primeiro, a foto da porta que inspirou a nossa

                 

Vimos a porta na casa de um amigo e ele logo nos indicou o fornecedor. Antes de conhecermos o fabricante, conversei com nosso arquiteto porque, apesar de ter gostado muito do design dela, achei que poderíamos fazer algo apenas inspirado e não uma cópia em si.

A primeira observação que ele nos fez foi em relação aos cortes na lateral. Ele nos explicou que ela apresentaria certo risco para crianças, caso ela pusesse a mãozinha ali. Ficamos muito preocupados com essa possibilidade, pois apesar de não termos filhos hoje, desejamos muito que isso aconteça no futuro e também porque receberemos amigos que têm filhos e não queremos que nenhum acidente ocorra.

Felizmente, nosso arquiteto foi genial e resolveu o problema com uma adequação do design, mantendo-a com o eixo deslocado, mas com apenas um dos dentes na lateral superior, de forma que nenhuma mãozinha posso alcançar rsrsrs..

Vejam só como ficou já depois de instalada.

Caixa de porta instalada
Nesta imagem vemos apenas a caixa de porta já instalada. Mas já dá pra ter uma ideia de como vai ficar.
Como eu disse, mantivemos o eixo deslocado, mas houve a adaptação de uma estrutura fixa na lateral onde existiam os dentes na porta que serviu de inspiração.
Reparem que mantivemos apenas uma abertura na parte superior, de forma que nenhuma criança possa alcançá-la.
As aberturas do piso superior, serão preenchidas com faixas de vidro incolor. Essa proposta permitirá uma iluminação natural do pavimento superior, especialmente do escritório. 

É claro que ainda faltam a instalação da porta em si e dos alisares, assim todo o tratamento com verniz ou tinta, a depender do que decidirmos, mas vejam como já ficou linda! : )

A HIDRÁULICA também já está bem encaminhada. Todos os cortes para a inserção do tubos e conexões já foram inseridos nas paredes da cozinha, banheiros e área de serviço. Está faltando mesmo apenas a estrutura da parte externa do jardim e área de lazer.

Ah, a propósito, adotamos a marca AMANCO para os tubos e conexões.
Nesse item é muito importante garantir a qualidade e durabilidade. Afinal, não existe dor de cabeça maior do que ter um cano vazando dentro da parede. Já imaginou?

Também já definimos e compramos nossa banheira. Optamos pelo modelo Due Cril HA8 da Astra. 
Vejam que linda:




Pelo meu marido, teríamos escolhido uma bem maior. Para isso, o espaço do box seria diminuído e não poderíamos manter os dois chuveiros. Como eu sei que os chuveiros são bem mais utilizados que uma banheira, dei prioridade a eles. Acho que agi certo!

Em relação aos metais dos banheiros (torneiras, misturadores e assessórios) ainda estamos na fase de escolha dos itens, mas tudo indica que adotaremos a marca DOCOL.

Na verdade, ficamos em dúvida entre DOCOL e DECA. As duas marcas têm bastante reconhecimento no mercado em razão da qualidade, durabilidade e beleza das peças, mas, recentemente descobri que a garantia da DOCOL é superior, já que ela dá 10 anos não apenas em relação às alterações do metal, mas também em relação à estrutura interna da peça, como no caso de desgaste das válvulas. Ou seja, a peça é realmente produzida para funcionar por 10 anos!
Quando tivermos certeza quanto à escolha, eu posto as imagens aqui.

A parte ELÉTRICA também tem andado bem. Toda a tubulação já foi instalada e os pontos elétricos já estão definidos. Mas posso dizer que isso me deu um trabalho!

Apesar de os projetos da engenharia contemplarem a instalação elétrica muito antes do início da obra, essa parte é decidida mesmo no momento da realização. Isso porque, quase sempre é necessário inserir uma luminária em um lugar diferente, principalmente quando se começa a pensar na decoração.

O ideal é a ajuda de um designer de interiores já no momento da realização do projeto, justamente para evitar alterações posteriores. No meu caso, não contratei esse profissional pelo simples fato de que eu mesma queria ter o prazer de definir o projeto luminotécnico da minha casa. Esse é uma assunto que adoro e foi a parte que mais me interessou, até agora, no meu curso de design de interiores. Então, eu pensei: porque pagar para um terceiro fazer algo que domino e que tanto me dá prazer? Não vejo motivos para esse custo adicional.

De toda forma, não vou negar que me deu trabalho para decidir tudo sozinha. Mas, acho que, ao final, tudo vai ficar lindo e eu espero que vocês aprovem!

As fotinhas, vou ficar devendo para o próximo post. Não percam!

O sistema de AQUECIMENTO SOLAR é outro assunto que vou deixar para comentar com vocês numa próxima oportunidade.

Agora vamos conversar sobre as ESQUADRIAS que adotamos para as janelas e portas externas.
A princípio, tínhamos a intenção de adotar esquadrias de alumínio branco. Sempre achei mais harmônico com o estilo da nossa casa o perfil branquinho com vidros transparentes. Já tínhamos ouvido falar sobre as esquadrias de PVC, mas, pra ser sincera, não conhecia bem e tudo o que eu sabia dizia respeito ao preço - bem além do que prevíamos gastar com o alumínio. Somente depois de um alerta de uma colega, sobre a qualidade bastante superior do produto, decidi buscar orçamento e conhece-lo melhor.

Aqui na minha cidade, apenas duas empresas trabalham com este produto. Posso inclusive citar os nomes pelo fato de serem empresas de amplo conhecimento nacional. São elas a Veka e a ClarisTigre.
Entre as duas, optamos pela Veka, e eu não vou aqui explicar o por quê, pois não é me interessa fazer propaganda positiva ou negativa de qualquer delas, mas posso dizer que o produto apresentado por ambas supera muito, em qualidade, as esquadrias de alumínio. O diferencial está no mecanismo de junção dos perfis de PVC. As emendas de um perfil no outro, para formar as caixas de portas e janelas, assim como o alisares, são realizados pelo sistema de fundição a temperaturas altíssima. Esse mecanismo impede a ocorrência de infiltração da água da chuva, o que, pelo que tenho visto, é um problema recorrente nas esquadrias de alumínio, justamente porque a junção dos perfis de alumínio se dá por encaixe.

Outa vantagem das esquadrias de PVC é o isolamento acústico. O PVC é um material que apresenta baixa condutividade das ondas sonoras, enquanto o metal facilita a propagação dessas ondas. Isso permite aquele sossego tranquilo que todo mundo deseja no interior da sua casa. Que o barulho fique lá fora!

Só quero aqui fazer um alerta sobre um detalhe bastante importante. Ao optar por esquadrias de PVC, busquem empresas de confiança, que já tenham larga experiência no mercado e que forneçam garantia em relação às ferragens e ao perfil de PVC, principalmente em relação a mudança de cor. O PVC, é uma espécie de plástico que tende a amarelar com o tempo, principalmente, se ficar exposto ao sol. Por isso, é fundamental uma garantia ampla em relação ao PVC em si. Não se esqueçam disso!

Agora, já que minhas esquadrias ainda estão em fase de fabricação, vou disponibilizar aqui algumas imagens do catálogo da própria Veka para vocês terem uma ideia parcial de como vai ficar.

Porta de giro em varanda

Janela de correr quatro folhas com bandeirola

Casa com esquadrias em PVC

Detalhe da estrutura interna em aço (presilhas)

Porta de correr em varanda

PVC colorido imitando madeira

O REBOCO é outro item que está quase concluído. Acho que não passa dessa semana. Assim , espero rsrsr...

Nesse caso, tivemos uma preocupação mais acentuada com as paredes externas por causa da temida INFILTRAÇÃO. Mais uma vez ela e sempre ela kkkk.

Inserimos na massa do reboco um produto específico para evitar esse problema. Não vou dizer que é barato, mas, pelo que falaram, é o que há de melhor contra infiltração.
Não verdade são dois produtos.
O primeiro é o Aplic Cal. Esse sachêsinho que mostro aqui abaixo:



O sachê é inserido na massa do reboco em substituição à cal. É um produto plástico de alto desempenho que impede a formação de de salitre, fissuras e rachaduras e promove uma economia de 10% de cimento, 30% de tinta e 30% de massa corrida. Ao mesmo tempo, o produto aumenta a resistência do cimento com a utilização de pouca água na argamassa de reboco e assentamento.

O outro produto utilizado no reboco é a Sika 1


Trata-se de um impermeabilizante para argamassa e concreto que reage com o cimento durante o processo de hidratação, dando origem a substâncias minerais que bloqueiam a rede capilar, proporcionando elevada impermeabilidade à argamassa e ao concreto.

Espero que com todo esse cuidado, nossa casa esteja livre da infiltração.

Bem gente, vou parando por aqui, pois como disse no início, tenho muitas novidades e não quero que o post fique cansativo.
Prometo estar de volta em breve com muitas outras. Mas, em relação a essas, aguardo o comentário de vocês.

Beijos a todos!









   

  










9 comentários:

  1. Aorei suas dicas. Todas anotadas. Beijos e aguardo o post parte 2.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê, que bom que você gostou. Em breve estarei aqui com a segunda parte do check list. Aguarde!

      bjos

      Excluir
  2. AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI AMIGA!!!!!!!!!TUDO MUITO LINDO...........................VC MERECE............BJS

    ResponderExcluir
  3. Olá tudo certim? Quanto as esquadrias Veka... vc chegou a compará-la com a www.ecovistaesquadrias.com.br ? Poderia compartilhar comigo seu orçamento da Veka?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leo,
      Eu não conheço a empresa que você comentou. Como eu disse no post, aqui na minha cidade apenas duas empresas trabalham nesse ramo, pelo menos foi isso o que constatei nas minhas pesquisas.
      Em relação ao orçamento, posso compartilhar sim. Me manda o um e-mail que eu te devolvo com o arquivo da Veka. Não o disponibilizei na postagem porque evito falar de valores para não fazer propaganda, já que o blog não tem interesse comercial. Mas não vejo problema de compartilhar os valores com que tiver interesse, principalmente, se estivermos na mesma jornada.
      Aguardo seu e-mail.

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Ah... fiz um orçamento com alumínio que ficou mais caro que o pvc! É mole!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk... realmente, essas coisas acontecem. Também obtive um orçamento que quase alcançou o valor do pvc. Na verdade, se tratava de um material diferenciado; alumínio espanhol. Mesmo assim, optei pelo pvc.

      Excluir
  5. Oi Daia!
    Está ficando lindo!!!
    Amei a porta!! Linda demais!!!
    A banheira é a melhor coisa, rsrs
    Tem concurso ambiente decorado lá no blog! Participe!!!
    O prazo encerra hoje para me enviar as fotinhos :)
    Beijão!

    "Construindo Minha Casa Clean"

    ResponderExcluir